fbpx

Garantias de locação: você sabe como funciona e para que serve?

Garantir segurança para proprietário e o inquilino é a principal função das garantias de locação. Ao iniciar um processo de locação de um imóvel o inquilino precisa cumprir algumas regras, apresentar toda documentação que comprove sua identidade e sua renda e pagamento do aluguel em dia. E, para que isso aconteça são necessárias as garantias de locação.

A lei do inquilinato permite que as imobiliárias exijam garantias. Entre as principais estão fiadores, seguro fiança, carta de fiança e título de capitalização.

Fiadores é a garantia mais tradicional no mundo dos aluguei s. O fiador é corresponsável pela locação, caso o inquilino venha  ficar em débitos ou inadimplência seus fiadores serão acionados para que seja realizado os pagamentos.

Geralmente as imobiliárias exigem dois fiadores e para que isso seja possível, eles precisam ter em seu nome imóveis quitados e escriturados e renda três vezes superior ao valor do aluguel.

Fiadores não precisam ter vínculos familiares com os inquilinos, por exemplo o fiador pode ser um amigo, basta que ambas as partes tenham confiança entre si. Os imóveis que constam como garantia da locação podem ser penhorados em caso de o fiador, mesmo após se comprometer como corresponsável, não efetuar o pagamento das dívidas.

Diante das dificuldades em conseguir um fiador as imobiliárias oferecem também o seguro fiança. O qual tem uma variação de valores entre 10 e 12% do valor do aluguel mensalmente. Entre as vantagens estão que esse valor pode ser parcelado pelo inquilino, geralmente no cartão de crédito.

O seguro fiança é como um fiador digital, por meio do qual o inquilino contrata os serviços de uma determinada empresa para que ela faça a garantia da locação. Da mesma forma como acontece com os fiadores, o seguro fiança será acionado assim que for constatada a inadimplência do inquilino. A seguradora por sua vez, tem um prazo que pode ser entre 30 e 60 dias para o pagamento dessa dívida. Lembrando que essa é uma das formas mais seguras e garantidas de recebimentos dos valores de locação, que inclusive são corrigidos, dependendo do tempo em que demoram a serem pagos. O seguro fiança também pode cobrir custos como: vistorias em caso de saída ou despejo e danos ao imóvel, iptu e consumos de água, luz e gás.

Muitas vezes mesmo tendo que investir um valor a mais na locação, muitos inquilinos optam pelo seguro fiança por ser uma forma rápida e mais prática de fechamento.

Muito utilizada por empresas existe também a Carta de Fiança Locatícia, a qual possui diversas vantagens tanto para o proprietário, quanto para o inquilino. Uma delas é a possibilidade de ter um processo de contrato de aluguel mais rápido. Além da garantia de receber o valor do aluguel corretamente sem intercorrências, também é possível incluir garantias extras como contas de luz, água, gás e IPTU. A inclusão de outras despesas reflete em um aumento do valor pago pela empresa ao proprietário do imóvel.

O título de capitalização também é uma opção como garantia. Entre suas principais vantagens estão que o dinheiro volta para o inquilino, desde que não haja problema com inadimplência.

O tamanho do depósito exigido pelas imobiliárias e proprietários é a principal desvantagem em comparação ao seguro-fiança ou fiador. O mínimo aceito hoje é equivalente a seis alugueis, o que pode variar chegando até quinze alugueis. O valor precisa ser depositado no momento da contratação. O resgate também só pode ser realizado com autorização do proprietário ou da imobiliária. Em caso de mau uso do imóvel quem pode resgatar o valor é o proprietário.

Ambas as garantias, fiadores ou seguro fiança, carta de fiança e título de capitalização serão acionados no momento em que o inquilino não cumprir com suas obrigações.

A Imobiliária Jaeger trabalha com as modalidades de garantias descritas no texto acima, oportunizando aos seus clientes facilidades para fechamento de contratos e praticidade ao dia a dia.

Ter experiência e conhecer as garantias são premissas para que os clientes, tanto inquilino como proprietário fiquem satisfeitos com os negócios. E nesse quesito a Imobiliária Jaeger tem 72 anos no ramo imobiliário proporcionando segurança nas negociações.

Publicado em Locação

Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais em Condomínios

A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) está em vigor desde setembro de 2020, na qual estabelece diretrizes para coleta e armazenamento de dados pessoais. O seu objetivo é de garantir a privacidade de cada cidadão, o que fez com que as empresas tivessem de se adaptar e encontrar novas formas de lidar com as informações que obtêm de seus clientes. Nos condomínios também é preciso se adequar à lei, que poderá gerar sanções administrativas, incluindo multas, para as organizações que as descumprirem a contar do mês de agosto.

Os principais pontos para entender e avaliar o tratamento de dados no condomínio:

  • Levantar quais dados pessoais são tratados pelo condomínio, incluindo os possíveis dados de condôminos, visitantes e colaboradores;
  • Entender quem de fato precisa ter acesso aos dados, limitando esse acesso ao menor número possível de pessoas;
  • Avaliar a segurança envolvendo o armazenamento desses dados, aprimorando-a se for necessário.
  • Definir um prazo adequado para o descarte seguro dos dados.

Alguns documentos que podem ser adotados pelo condomínio:

  • Acordo de confidencialidade com porteiro, zeladores, seguranças e demais colaboradores;
  • Política interna de privacidade, delineando as regras e a finalidade do tratamento de dados de condôminos e funcionários;
  • Manual para os colaboradores com orientações a respeito da coleta e tratamento de dados pessoais.

Além de servirem como forma de esclarecer e orientar a respeito do tratamento de dados, esses documentos e políticas também ajudam a comprovar que o condomínio adota boas práticas de proteção. É fundamental adequar contratos com colaboradores e empresas terceirizadas para que contenham cláusulas e regras específicas relacionadas à LGPD. A ideia é que o contrato deixe claro as responsabilidades de cada um, destacando o comprometimento das partes com a legislação e a proteção de dados. Todos os envolvidos devem se comprometer com práticas de conformidade e adequação à LGPD.

É possível tratar dados pessoais com base em outras justificativas, como o cumprimento de obrigação legal ou regulatória. Por exemplo no caso de dados de colaboradores que devem ser armazenados por obrigações trabalhistas. Pela lei, o consentimento deve ser uma manifestação livre, informada e inequívoca, por meio da qual o titular concorda com o tratamento de seus dados pessoais para uma finalidade determinada, sendo que as autorizações genéricas serão nulas.

Além disso, o consentimento poderá ser revogado a qualquer momento pelo titular dos dados, sendo que ele deve ser informado das consequências da recusa ou revogação do consentimento.

A adequação de condomínios à LGPD não é uma tarefa simples. Para facilitar esse processo você pode contar com a Administradora de Condomínios da Imobiliária Jaeger. Pois é preciso conhecimento específico e uma análise jurídica cuidadosa para evitar erros e reduzir a chance de multas e ações judiciais.

Publicado em Condomínio

Como contratar uma Administradora de Condomínios

Condomínios residenciais, comerciais, verticais ou horizontais são uma tarefa complexa e repleta de responsabilidades, o empreendimento requer uma série de obrigações para quem o administra para um síndico. Sendo assim, o apoio de uma administradora de condomínios, como o da Imobiliária Jaeger, é imprescindível para auxiliar síndicos e conselhos nas funções, tornando o trabalho mais dinâmico e organizado.

O síndico deve observar que o valor dos honorários cobrados seja condizente com os serviços prestados. Vale lembrar que nem sempre o mais barato é o melhor para cuidar do patrimônio. Se possível, também solicite indicação para síndicos e/ou moradores satisfeitos de outros edifícios. Sempre desconfie de honorários muito baixos, é importante que o síndico fique atento à forma de cobrança e taxas extras envolvidas.

Aproveite e verifique o capital social, o quadro societário e o objeto social da administradora. Faça uma visita à empresa, é importante saber se a empresa possui um bom sistema que permite o síndico acompanhar a prestação de contas e movimentações financeiras do condomínio e, mais do que isso, o que mais ela oferece em termos de tecnologia, analise o contrato. A proposta da administradora deve ser apresentada ao conselho do condomínio. A escolha será do síndico e a aprovação será pela assembleia geral dos moradores. Com a contratação definida, o síndico deverá assinar o contrato de prestação de serviços em nome do condomínio.

“O artigo 1.348 do Código Civil, de 2002, trouxe a inovação de que o síndico pode transferir, total ou parcialmente, para a empresa administradora, não somente as funções administrativas, como também os poderes de representação. Tudo mediante aprovação da assembleia, salvo se o contrário dispuser a Convenção do condomínio.

Segue algumas considerações:

  • Também conta pontos a favor se a administradora conta com um seguro que garante a arrecadação caso o funcionário da administradora cometa algum ato de fraude ou se a própria empresa passar por um problema.
  • Peça à empresa as Certidões dos Distribuidores de Processos Cíveis, Criminais e Trabalhistas, tanto da pessoa jurídica como dos sócios. 
  • Solicite uma lista de condomínios administrados pela empresa e visite alguns.
  • Saber como será o relacionamento da empresa com os colaboradores do condomínio, cuidar da folha de pagamento e dos encargos trabalhistas.
  • Fazer um prognóstico não apenas dos gastos, mas também das necessidades do condomínio no próximo ano é algo que a empresa deve oferecer
  • É responsabilidade da empresa que impostos sejam pagos em dia
  • Cabe à administradora alertar o síndico sobre a renovação da apólice de seguros – e também se há necessidade de alteração no seguro
  • Aplicativos para acompanhar as demandas dos moradores e do síndico são uma realidade para diversos condomínios

A administração de condomínios da Imobiliária Jaeger possui conhecimento técnico e atenção a detalhes, sendo cumpridos de forma clara, objetiva. Com tratamento diferenciado na prestação de gestão condominial sobre diversas áreas, tais como: administrativa, organização de assembleias, cobrança amigável aos inadimplentes. Assim, assegurando que o caixa não fique no vermelho, financeiro, envio de notificações para que todo o processo seja mais neutro entre os condôminos, assessoria e acompanhamento de manutenções e preservação. Nas visitas periódicas nossa equipe garante que a limpeza esteja sempre em dia, que o jardim permaneça em bom estado, que as contas estejam em dia, visando sempre a redução de custos para melhor atender aos clientes sem perder a qualidade na execução. 

Publicado em Condomínio

Como Alugar seu imóvel mais rápido

Encontrar um inquilino rápido é um grande desafio para muitos proprietários e imobiliárias, pois um imóvel vazio significa prejuízo para os donos que além de não receber o valor do aluguel terá de tirar do próprio bolso as despesas como IPTU e condomínio do imóvel que está desocupado. Muitas imobiliárias com muitos imóveis livres, crise financeira no país e a dificuldade para encontrar um interessado dentro do esperado são alguns dos motivos que podem estar adiando o fechamento do contrato.

Porém, existem práticas que facilitam locar um imóvel de forma mais rápida.

Esse processo envolve muito mais coisas. Uma das dicas é divulgue o seu imóvel. O primeiro passo para divulgação de seu imóvel é ter bem claro qual é o público que você imagina que vá alugá-lo ou que você realmente esteja buscando. Se é um imóvel propenso a atrair estudantes, ou uma casa apropriada para uma família, você precisa ter uma ideia clara. Isso porque, sabendo disso, você pode construir o anúncio todo direcionado. As fotos podem mostrar o que é mais interessante para o público-alvo e convencê-lo mais rápido.

Prepare o seu imóvel para ser fotografado Certifique-se que está tudo em ordem no dia em forem tirar fotos do seu imóvel, lembre-se que as imagens são o primeiro contato do inquilino com a propriedade, e no momento que ele as vê já consegue identificar se atende ou não as suas necessidades e expectativas.

Boas imagens ajudam a acelerar o processo de decisão e a velocidade em que o negócio é fechado, da mesma maneira imagens ruins podem prejudicar a divulgação do imóvel.

As imagens de 360º dão mais detalhes ao seu visitante virtual. Uma boa imagem valoriza o imóvel, portanto, quanto mais detalhes maiores são as chances de fechar um negócio.

Foque na divulgação, coloque anúncio em todas as redes possíveis.

Outra dica é manter o imóvel conservado. É comum haver pequenas depreciações em imóveis, principalmente quando ele está em uso, por isso, no momento em que o seu imóvel estiver desocupado lembre-se de fazer os pequenos reparos que ele precisa, como pintura mal conservada, instalações elétricas ou hidráulicas com problemas, pisos soltos ou azulejos quebrados.

Além disso, quanto maior a demora para fazer esses reparos, mais problemas podem aparecer e ainda os existentes tendem a ficar piores. Conservar seu imóvel durante o período desocupado é fundamental. A grama pode crescer, a sujeira se acumular e, quando o futuro inquilino chegar, vai precisar encontrar tudo em ótimo estado. Não só quando alugar, mas essa conservação é importante inclusive para as visitas dos interessados.

Saiba negociar o valor do aluguel, Ter um preço fixo em sua cabeça pode ser um grande impedimento para fechar um aluguel. Isso porque muitas pessoas não abrem mão daquele valor, mas as vezes nem avaliaram se aquele preço é condizente, se o público-alvo pretende pagar aquilo, que a vizinhança tem um preço parecido e fatores do tipo. Na hora de negociar, muitas vezes, vale a pena alugar por um valor menor do que perder o negócio.

Todo proprietário precisa ter em mente que existem muitos outros imóveis disponíveis, inclusive na mesma região que a dele que podem atender as necessidades dos inquilinos. Por isso, quando receber uma proposta esteja aberto a negociações e tenha flexibilidade quanto ao valor proposto e as condições impostas pelos interessados. Esteja preparado para receber propostas de valor de aluguel, de reparos ou melhorias no imóvel e de seguros e garantias.

Por isso antes de colocar um valor para o seu imóvel peça ajuda da sua imobiliária ou corretor, eles irão te ajudar a estipular um valor competitivo ao realizar uma breve pesquisa na região para saber se o valor de aluguel do seu imóvel está compatível com as características dele e com as demais ofertas da região. Assim, aumentam as chances de locar um imóvel de forma mais rápida.

Busque por uma imobiliária que seja conhecida pela região, outro ponto que você deve observar é se os serviços oferecidos atendem às suas expectativas. Procure também por uma imobiliária que saiba usar a tecnologia para auxiliar na divulgação dos imóveis.

Atualmente o comportamento dos inquilinos mudou, eles aprenderam a pesquisar por imóveis na internet antes de entrar em contato com um corretor ou imobiliária e, é extremamente importante que seu imóvel esteja visível virtualmente.

A imobiliária Jaeger com seus 72 anos de experiência no ramo imobiliário além de tradicional, se mantem no mercado sendo uma imobiliária moderna em constante evolução. Hoje é possível alugar um imóvel conosco sem sair de casa, possuímos um site diariamente atualizado e tour 360°. Venha para a Jaeger viver esta experiência.

Publicado em Locação

Dicas de Decoração – Uso de Plantas

A pandemia modificou muitos dos nossos hábitos e trouxe inúmeras necessidades e tendências, uma delas foi a vontade de trazer a natureza para dentro do seu lar.

Além de tornar o ambiente moderno e agradável, o verde incorporado aos ambientes traz a sensação de bem-estar, as plantas proporcionam leveza e tranquilidade para a atmosfera do lar, elevando o astral e a receptividade de todos que frequentam a casa.

Muitos sonham em projetar um lindo jardim de inverno dentro do seu lar, porém isso requer planejamento financeiro e engenharia. No entanto, você pode transformar o seu lar e adaptar plantas em vários cômodos basta utilizar a criatividade.

Antes de escolher a espécie é necessário levar em consideração a condição do cômodo e principalmente a rotina da família, bem como os cuidados necessários de manutenção da planta, pois o tempo de cuidado reservado a elas é o que mantém o seu bem-estar.

Se você e sua família possuem uma rotina intensa e costumam se ausentar e passa dias fora de casa, pode ser que flores e folhagens não sejam ideais, já cactos e suculentas são mais resistentes e passam longos períodos sem atenção.

Você quer cultivar plantas em casa, mas está em dúvida de como e onde incluir um toque verde no seu lar? Confira algumas ideias de decorações que incluem os mais diversos tipos de plantas para áreas internas de seu lar:

– A varanda/sacada sempre é um excelente local:  A varanda é um lugar iluminado e arejado ideal para as plantas que precisam de local fresco e com luz.

– Na beirada da janela as plantinhas decoram sem atrapalhar: Um lugar onde geralmente é inutilizado, pode ser muito bem aproveitado, pois o verde é uma cor que ganha destaque na decoração;

– Na bancada da cozinha neutra, o verde faz toda a diferença: Uma planta confere estilo a cozinha e traz vida para o ambiente;

– Suculentas e cactos são um charme na decoração: Além de serem plantas de fácil manutenção, os cactos e as suculentas são responsáveis por transformar a decoração de qualquer cômodo, principalmente salas de estar, banheiros, salas e cozinhas.

– Um toque de vida sobre o aparador e no criado-mudo: O aparador e o criado-mudo ficam mais bonitos com a composição de plantas.

– Plantas em destaque ao lado dos sofás na sala:  O verde dá um frescor a mais para a decoração, se você tiver espaço invista em espécies grandes e volumosas.

– Um vaso de pimentas para trazer cor e boas vibrações: quem não gosta de atrair boas energias para o seu lar, para sua vida, além de trazer charme ao ambiente.

– Vaso pendente decorando a cozinha:  Os suportes pendentes podem ser dos mais variados: de tecidos ou cordas artesanais, bandeja suspensa, os desejados vasinhos de concreto com base de ferro, entre outras ferramentas e conferem beleza ao ambiente.

– Prateleira industrial com vasos de plantas: O estilo industrial é uma forte tendência e combinar plantas agregam a decoração, não só preenchem espaços vazios, como dividem ambientes, fazem as vezes de esculturas vivas.

Dicas para cuidar das plantas:

  1. Corte as folhas, flores e galhos secos;
  2. Retire a planta do vaso com cuidado, preservando as raízes, e coloque em um vaso maior com argila expandida (para a drenagem da água) e manta de drenagem, que irá segurar o substrato;
  3. Faça uma rega com bastante ou pouca água, dependendo da necessidade da espécie. Algumas plantas gostam de água nas folhas, já outras, como cactos e suculentas, não suportam;
  4. Aplique adubo especial para a espécie,

Mantenha o vaso em local protegido, arejado e com claridade, mas sem exposição direta ao sol.

Publicado em Sem categoria

Valorização de Imóveis

          A valorização de imóveis trata do processo em que o valor de mercado de um imóvel, seja para empreendimentos comerciais ou residenciais, aumenta quando comparado ao valor inicial.

Saiba quais são os pontos que mais contribuem para valorizar um empreendimento no mercado imobiliário, pois entender o processo de valorização de imóveis é essencial tanto para quem quer comprar uma nova residência, quanto para quem pretende investir pensando em lucros futuros.

Nesse texto explicaremos 6 fatores que influenciam a valorização de imóveis:

Localização

Sem dúvidas, um dos pontos principais é a localização. É muito comum que imóveis estruturalmente semelhantes apresentem preços diferentes dependendo de sua região. Como por exemplo, uma casa localizada no centro apresentará um valor superior se fosse localizada em um bairro, mesmo que possua metragens, estrutura e acabamentos idênticos.

Assim sendo, imóveis localizados perto das áreas centrais têm mais chances de ter o seu valor aumentado do que aqueles que ficam em regiões mais afastadas.

Segurança

Regiões com policiamento constante são consideradas seguras, imóveis com sistema de monitoramento 24 horas, cercas elétricas e condomínios com controle de entrada e saída, também valorizam o imóvel.

Infraestrutura

Infraestrutura não é sinônimo de localização, pois estamos tratando de termos distintos. A infraestrutura diz respeito ao pavimento, ao acesso à internet, iluminação e a rede de estabelecimentos de diferentes serviços próximos.

Imóveis localizados em bairros nobres têm infraestrutura completa de comércio e serviços e isso faz com que sejam bastante procurados pelos compradores.

Uma alternativa é pesquisar por regiões em ascensão, que apresentam bom crescimento de atividades comerciais.

Estrutura da residência e do condomínio

Na compra de um imóvel tem que se verificar a metragem, número de cômodos, se falamos de um imóvel novo ou que precisa de reformas, além dos materiais utilizados na construção e no acabamento. Geralmente, as propriedades novas são mais procuradas que as antigas, isso porque entende-se que sem antigos moradores este tipo de residência requer menos reparos.

O acabamento também é relevante e aumenta consideravelmente o valor do empreendimento. Imóveis de alto padrão, portanto, são mais valorizados e têm grande potencial de retorno de investimentos.

Um imóvel bem conservado e com ótima aparência externa vende muito mais fácil.

Área de lazer

Os imóveis amplos aumentam a qualidade de vida, uma vez que, quanto mais área verde e espaços de lazer, como piscina, quiosque e churrasqueira o imóvel possuir, maior será sua valorização. As pessoas estão mais empenhadas em investir em questões que envolvem saúde e bem-estar.

Desse modo, para conseguir uma boa valorização imobiliária, você também precisará atentar nessa questão ao comprar um imóvel. Se for investir em um apartamento, procure encontrar condomínios com salões de festas, churrasqueira, área gourmet, quadra poliesportiva, piscinas, entre outros.

Documentação do imóvel

Analise bem a documentação, por isso a importância de comprar um imóvel com uma imobiliária de competência e credibilidade, pois ela fará toda essa analise antes da assinatura do contrato.

Um imóvel com questões pendentes na prefeitura ou processo de inventário ou que não esteja averbado, tende a ter uma desvalorização de até 30% dentro do mercado imobiliário. Logo, imóveis regularizados e com impostos em dia tendem a se valorizar no mercado.

A Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) calcula que o investimento em imóveis tenha rendido, em média, 15,3% ao ano na década que vai de 2009 a 2019. A soma considera tanto o retorno médio do aluguel, de 5,9% ao ano, como a valorização dos imóveis, de 9,4% ao ano.

Portanto, investir em imóveis além de ser um investimento seguro é um investimento muito rentável. O imóvel certo para você está a um contanto conosco. Possui alguma dúvida? Deixe seu comentário abaixo que responderemos.

Se você gostou desse post, curta e compartilhe na sua rede. Inscreva-se no nosso canal do YouTube, nos siga nas redes sociais e visite nosso site para conhecer nossas oportunidades!

Publicado em Vendas

Cuidado com as plantas em casa

Manter a natureza pertinho da gente é uma forma de terapia, sabia? O simples fato de ocupar a mente com as tarefas de jardinagem (plantar, regar, adubar, cortar etc.) já funciona como terapia – principalmente para quem tem rotinas de trabalho muito estressantes e cansativas. O cuidado com as plantas, nesse caso, se torna uma excelente fuga da rotina e uma forma de lazer para o dia a dia.

Além da utilização terapêutica, as plantas dão novos ares à sua casa. Nos mais modernos projetos arquitetônicos podemos encontrar a natureza em contato com o os ambientes internos. E você sabe como fazer para mantê-las vivas e saudáveis?

Você precisa lembrar de detalhes muito importantes, e nós da Jaeger, separamos alguns cuidados:

  • Escolha a espécie conforme sua disponibilidade de tempo: Para quem tem uma rotina agitada e ainda assim, quer cultivar um jardim em pequenos ou grandes espaços? Muito simples! Há diversas espécies que se adaptam bem a qualquer lugar e não exigem regas constantes ou muita iluminação.
  • Tenha contato visual com suas plantas: Você precisa enxerga-la para prestar atenção aos detalhes e identificar quaisquer alterações nas folhas. Ao ter contato visual com elas você lembrará do cuidado que deve ter com elas.
  • Controle da luz: Dependendo do tipo de planta, mantenha o vaso em local protegido, arejado e com claridade, mas sem exposição direta ao sol. E as plantas não tão sensíveis ao sol também precisam de um pouco de sombra no decorrer do dia.
  • Controle de água: Faça uma rega com bastante ou pouca água, dependendo da necessidade da espécie. Algumas plantas gostam de água nas folhas, já outras, como cactos e suculentas, não suportam; algumas plantas precisam de menos água durante o inverno;
  • Não deixe a terra exposta: Você já deve ter visto que alguns vasos possuem uma camada de casca de pinus, essa camada mantém o resfriamento e a umidade da terra, consequentemente conservando o estado da raiz. Você pode trocar a casca de pinus por pedra de dolomita, argila expandida ou pedra granilha.
  • Níveis de umidade: Lugares úmidos tende a facilitar o crescimento de mofo, fungos e ácaros. é sempre recomendado que o local escolhido para o cultivo seja seco, arejado e com sistema de ventilação também para evitar que a umidade possa prejudicar as plantas. Para cômodos úmidos como o banheiro, é recomendado o cultivo de plantas adaptadas para controlar a umidade, como a samambaia, lírios da paz e clorofito.
  • Não abuse do fertilizante: o uso excessivo pode fazer a planta crescer mais o que o espaço da sua sala, ou até mesmo matá-la. Aplique adubo especial para a espécie. Caso não saiba, procure se informar com nossos especialistas sobre compostos que ajudem a sua planta em uma reposição mais geral.
  • Troque de vaso: Retire a planta do vaso com cuidado, preservando as raízes, e coloque em um vaso maior com argila expandida (para a drenagem da água) e manta de drenagem, que irá segurar o substrato;
  • Higienize as folhas: Corte as folhas, flores e galhos secos; em casos de folhas mais largas, você pode limpá-las com um pano úmido com apenas água.
  • Cuidado com visitantes indesejados: Os caramujos, lesmas e formigas são atraídos pelas plantas com facilidade e podem estragar em poucas horas os cuidados que você teve durante dias ou até mesmo meses. Recomendamos usar uma camada protetora em seus vasos, você pode usar cinzas de churrasqueira ou até mesmo canela em pó, esses produtos naturais além de afastar os inimigos irão proteger e adubar o solo.
  • NÃO DESISTA

São muitas as etapas no cultivo para ajudar no desenvolvimento das plantas. Sendo assim, não por acaso, que sempre estimulamos a busca por conhecimento, porque dificuldades são normais e precisam ser compreendidas para serem encaradas. Ter essa percepção muito clara é um dos estímulos para não desistir do cultivo na primeira barreira que possa surgir.

Ao desenvolver o senso de cultivo e tornando-o parte da sua rotina, como algo prazeroso e recompensador, não apenas como mais uma tarefa a ser feita semanalmente. A partir do momento que você passa a considerar a atividade sob o ponto de vista de algo gratificante, automaticamente conseguirá um ótimo motivo para manter a jardinagem como sua aliada, um hobby, que, por consequência, acaba rendendo bons resultados na estética da sua casa e na qualidade do ar que respira.

E se a sua planta morrer, não se desespere! Com persistência todo mundo consegue ter um jardim pra chamar de seu. Além do mais, mesmo plantas resistentes nascem e morrem – é o ciclo da vida!

Publicado em Sem categoria

DICAS DE DECORAÇÃO PARA CASA

1. Defina qual o estilo de decoração você quer.

Para conseguir escolher com maior facilidade os móveis, objetos decorativos, cores e revestimentos, a primeira dica é optar pelo estilo de decoração a ser seguido, você pode optar por uma decoração rustica, moderna, minimalista ou industrial, vai depender de qual mais combina com a sua personalidade.

Imagem 01: Estilo rústico, industrial, moderno e minimalista em sequência.

No estilo industrial são utilizados atributos de antigas fabricas, como tubulações e tijolos aparentes, lâmpadas com filamentos, madeira rustica, ferro envelhecido, cimento queimado e itens geométricos. O estilo minimalista é composto basicamente apenas pelo que é utilizado no dia a dia, possui design clean e se utiliza da cor branca e tons muito claros, criando uma atmosfera baseada na simplicidade. Enquanto que estilo moderno é caracterizado pelo uso de linhas retas e objetos funcionais, utiliza muito do duo de cores branco e preto, tendo também o cinza e bege como base nos ambientes. Já o estilo rústico traz uma atmosfera de campo, explorando as texturas e imperfeições dos elementos naturais na composição dos ambientes. Tendo como escolhas mais comuns o uso de pedras, vime, madeira, cerâmica, linho, palha e couro.

2. Escolha as cores da decoração

Cada estilo de decoração possui cores que são mais contrastantes, é importante definir uma paleta de cores a ser utilizada, assim é mais fácil escolher qual vai complementar a cor principal.

O estilo industrial faz uso das cores austeras e naturais, como cinza, marrom, preto, branco gelo, verde musgo e terracota. Em ambientes com estilo minimalista são utilizadas cores neutras, cinza, preto, marrom, branco e cores que permeiam. Já nos ambientes modernos são utilizadas cores como preto, branco, cinza e bege. E no estilo rústico são utilizados tons terrosos, tons pasteis, tons rosados, além de branco, preto, creme e verde-água.

3. Escolha móveis com o mesmo estilo

Tendo escolhido o estilo de decoração a ser utilizado e as cores, é importante escolher móveis que tenham o mesmo padrão, e que vão trazer uma maior sensação de harmonia no ambiente.

4. Invista em um bom projeto de iluminação

Para tornar os ambientes mais acolhedores e garantir a funcionalidade e conforto, a iluminação é peça chave, escolher o topo de iluminação pode transformar áreas de descanso em locais mais convidativos, a utilização de iluminação inadequada em ambientes de estudo e trabalho além de trazerem prejuízo para a saúde podem causar sonolência e afetar a produtividade. Desta forma, a iluminação é um dos fatores mais importantes pois influencia na sensação de conforto e beleza dos ambientes.

Imagem 02: Projeto de iluminação dormitório, sala de estar, cozinha e escritório.

5. Integre e planeje a circulação nos ambientes

A integração e correta organização dos ambientes e móveis presentes nele, proporcionam sensação de maior amplitude no imóvel, pois assim o espaço dos cômodos são melhores aproveitados e a circulação é mais prática e funcional no dia a dia. Os ambientes integrados proporcionam maior união para as famílias e tornam reuniões de amigos mais fluidas, possibilitando para quem está na cozinha, por exemplo, conversar com quem está na sala de estar tranquilamente. Outro ponto chave é a melhora na circulação de ar dos ambientes, que traz mais frescor ao ambiente.

7. Pense em uma decoração que traga conforto e busque inspirações

Investir em objetos que tragam maior conforto aos ambientes é fundamental, é preciso ter isso em mente quando feita a escolha de almofadas, móveis de qualidade, tapetes, cortinas entre outros, uma das principais dicas para conseguir pensar no que ficará mais legal é ir atrás de inspiração, assim você consegue ter novas ideias e pode descobrir um estilo que nunca imaginou que ficaria legal em sua casa.

Publicado em Locação, Vendas

Alternativas IGPM: reajuste

Quem loca o imóvel já é sabedor que no aniversário do contrato há o reajuste do valor do aluguel. Por tradição, os contratos de aluguel costumam ser corrigidos pelo indicador inflacionário IGP-M. Mas que índice é este?

O IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado) é calculado pela FGV (Fundação Getúlio Vargas),  é um indicador de preços auferido mensalmente usado para medir a inflação (aumento de preços), é formado por uma média aritmética ponderada entre outros três índices de preço do mercado. IPA 60%, IPC 30% e INCC 10%.

Nos últimos 12 meses, o indexador teve uma alta acumulada de 37,04%. Em contrapartida, o índice oficial de inflação do governo, o IPCA, subiu pouco menos de 7% no período.

A alta do IGP-M, totalmente descolada da realidade das famílias brasileiras, tem a ver com a alta do dólar e do preço das commodities (como aço, ferro, carne). Devido a crise provocada pela pandemia covid-19 também fez com que a insegurança dos proprietários crescesse, sendo assim, negociar tem sido a melhor alternativa tanto para os proprietários quanto para os inquilinos.

Uma das alternativas mais usadas tem sido a troca de indexador. O IPCA por exemploque  subiu pouco menos de 7% no período. Mas o que é IPCA?

IPCA Índice de Preços ao Consumidor Amplo tem por objetivo medir a variação dos preços de um conjunto de produtos e serviços vendidos no varejo e consumidos pelas famílias brasileiras. É a inflação oficial medida pelo IBGE. É uma taxa que oscila menos e indica de forma oficial o quanto o dinheiro deixa de valer ou valoriza.

Contudo não é uma boa ideia excluir o IGPM dos contratos, uma vez que o indicador já esteve negativo em alguns momentos. É preciso ter cautela e estudar as alternativas

O primeiro passo é o inquilino entrar em contato com a administradora ou proprietário para verificar a possibilidade de negociação, nesta hora vai pesar também a boa relação entre ambos. Considerando que muitos dependem desta renda, proprietários irão valorizar os inquilinos que pagam em dia e mantém o imóvel em boas condições.

Os inquilinos também devem ser flexíveis e entender as necessidades do proprietário. O locador não é obrigado por lei a conceder descontos. Porem Sempre aconselhamos uma negociação entre as partes, levando em conta o momento único em que estamos vivendo e prevalecendo o bom senso. Para o proprietário do imóvel, a negociação é melhor do que o encerramento do contratonesse momento de instabilidade.

Em caso de dúvidas, procure sempre a administradora do seu imóvel.

Publicado em Locação

Test-Drive Imobiliário

O chamado “Test-Drive imobiliário, modelo hibrido entre locação e venda que consiste no experimento do imóvel por até 12 meses. Caso o cliente decida pela compra, o valor gasto no aluguel é abatido na transação, se ele desistir, poderá testar uma segunda morada. Quais as vantagens e riscos deste modelo para a imobiliárias, e incorporadoras? Como fica o financiamento depois do uso? Qual o tipo de imóvel mais aderente a este formato? Qual o perfil preferencial de cliente?

O mercado imobiliário está difundindo uma inovadora pratica de atração e prospecção de clientes, assim como o famoso Test drive de carros já muito conhecido, agora temos o Test drive de imóveis que vem ganhando espaço no mercado imobiliário, o comprador pode alugar o imóvel e experimente-lo em alguns casos no período de 3 a 12 meses ou em outros que podem variar entre um, dois dias ou alguns dias, tempo suficiente para testar a residência e decidir se realmente quer efetivar a compra ou não, é importante salientar que em qualquer momento do contrato ele pode fechar negócio ou sair, caso decida ficar com o imóvel pode converter o aluguel como parte do pagamento tendo apenas lucro e não prejuízo, caso escolha por não comprar pode ainda assim experimentar outros imóveis e encontrar aquele que realmente lhe agrada, tendo em vista que por meio desta modalidade o comprador poderá escolher o imóvel que mais lhe agrada sem correr o risco de ter arrependimentos futuros.

O valor do aluguel é maior do que o preço de mercado, e por isso trata-se mais do que como um inquilino, mas sim como um candidato a compra, o processo e todo direcionado a compra do imóvel até o final da experiência, com um acompanhamento especial para garantir o interesse e a intenção de compra, o valor superior também serve para inibir aqueles que não estão realmente pensando em adquirir sua casa própria.

O Test drive serve bastante para criar mais confiança, pois assim o cliente poderá testar as qualidades do que deseja adquirir e apresenta mais confiança pela empresa, garante a certeza da responsabilidade da mesma, o possível comprador passa um tempo vivenciando a rotina que ele poderá ter em determinado imóvel e passa visualizar sua experiência.

Com profissionais bem treinados filtramos bem o possível candidato a compra evitando ao máximo a desistência, a locação é direcionada do início ao fim para a venda por isso o cliente está preparado para o aluguel mais alto que será abatido no ato da compra, existem vários públicos desde os mais jovens até os mais velhos, destacando-se os casais mais jovens que por sua vez, ainda que tenham como financiar, não tem um patrimônio ou uma reserva financeira para compor um valor de entrada e assim também podem fazer uma escolha assertiva.

Podem haver diversos prejuízos ao imóvel, que deixa de ser novo após o primeiro aluguel e perde o valor comercial, sem contar com estragos na estrutura ou o mal uso de alguns componentes, também dificulta o financiamento pelos bancos que se tornam mais rigorosos.

Esta modalidade tem seus pros e contras como qualquer estratégia de venda e divulgação, contudo isso não tira os seus inúmeros benefícios que a longo prazo e com um bom planejamento e cuidado podem gerar grandes lucros.

Publicado em Locação, Vendas